quarta-feira, 31 de março de 2010

O padre saboneteiro

Dois padres foram tomar banho, mas esqueceram o sabonete.
Um dos padres falou:
- Vou buscar dois no meu quarto, que fica no fim do corredor.

Como era domingo, o convento estava vazio e eles estavam com pressa para irem à missa,

ele foi buscar os sabonetes do jeito que estava, pelado
mesmo.
Na volta, com os sabonetes um em cada mão, ele deu de cara com três
freiras que, bem cedinho, já estavam indo para a missa. Sem ter o que
fazer, o padre se fingiu de estátua. As freiras olharam, espantadas, para aquela nova estátua e comentaram entre si:
- Nossa, que estátua linda, perfeita... Uma delas, então, ao olhar o "bimbo" do padre, resolveu dar um puxão.

Ao sentir a dor, um sabonete escorregou de sua mão.
As freiras, mais espantadas ainda, falaram:
- Não é uma estátua, mas sim, uma máquina de sabonetes!
A outra deu um novo puxão e outro sabonete escorregou...
- Nossa, que maravilha! Exclamaram com felicidade.
A terceira freira, não querendo ficar para trás, puxou o "bimbo" do padre,
nada, e puxou... E nada...
E puxou... E nada.... E puxou... E puxou... E puxou... E puxou... Puxou...
Puxou... Puxou... Puxou... Puxou... Puxou...Puxou... Puxou... Puxou...
Puxou... E, maravilhada, disse:
- Deus seja louvado, tem até shampoo!!!

1 comentários:

pontorouge disse...

kkkkkkk
Muito bom!!!

beijo rouge

Dani

Postar um comentário