quarta-feira, 7 de julho de 2010

O que eles NÃO gostam na cama

Para a mulher, a sexualidade está dentro de um contexto que envolve fatores que, para os homens, são externos a ele. Ou seja, para a mulher o sexo é um conjunto de elementos. Os homens os vêem mais isoladamente, como aquele ato entre quatro paredes.
É claro que boa parte das queixas masculinas - como também das femininas – têm sua razão de ser e devem ser respeitadas e contornadas para que o prazer seja geral. As queixas quanto ao comportamento, por exemplo a apatia e a dispersão, fazem o homem se sentir extremamente inseguro e isso é a pior coisa para ele. É como se ele não fosse capaz de reter a atenção e o desejo da mulher. É sempre bom lembrar que o sexo é um ato que se pratica a dois e cuja realização nasce no respeito e na compreensão do outro.

NOJINHO - Cerca de 39% dos homens entrevistados enumeraram pequenas situações recorrentes que lhes marcaram profundamente, relacionadas a condições externas ao rala e rola. Por exemplo, o excesso de preocupação com a aparência durante o ato sexual e a aversão física a elementos típicos da situação. "Odeio mulher que, quando está fazendo sexo oral, sente um pêlo na boca, pára tudo, faz cara de nojo e não volta mais a fazer. Isso é broxante demais", Guilherme Puentes. Outra resposta comum dentro desse grupo foi repugnância aos fluidos corporais. "Você está lá, na maior concentração, empolgado e a mulher pede, com aquela voz de clemência, pra você não gozar nela. Dá raiva!", comentou o publicitário Rafael de Souza

NEUROSES FEMININAS - Mulheres que não se liberam e parecem estar transando com algum tipo de remorso conseguem acabar com qualquer excitação. "Detesto mulher que fica com medo de transar, medo de doer, medo de se arrepender, de você não ligar no dia seguinte, de você dormir depois que gozar. Elas ficam duras e ansiosas para tudo terminar. Tudo bem ter essas neuroses na cabeça, mas na hora de ir pra cama tem que deixar isso de lado e aproveitar. Isso é típico de mulher que sai com você pra esquecer outro cara", arrisca o professor Jefferson Fonseca. Ele está na estatística dos 24% dos homens que responderam, em linhas gerais, que saem do sério com aquelas que se preocupam mais do que aproveitam o sexo

INDIFERENÇA NÃO! - O diálogo sexual também foi enumerado na nossa pesquisa. Mulheres silenciosas ou indiferentes irritam aproximadamente 17% dos nossos entrevistados. "Para transar com uma mulher dessas, compro uma boneca inflável", radicaliza o arquiteto Eduardo Lucas. "Você sugere uma coisa, ela responde "ã-rã" sem o menor entusiasmo. É você quem faz tudo, ela não participa. Não faz cara nem de prazer, nem de dor", comenta. Para ele, fica impossível saber o que está se passando pela cabeça da parceira sem sinais do tipo 'pára' e 'continua'. "Mulher que não geme é broxante", concorda o gerente de vendas Nilo Pio.

ESSE TAL DE ORGASMO - Para finalizar os dados, descobrimos que um tema controvertido na sexualidade feminina também aborrece os homens: o orgasmo. Mais especificamente a ansiedade pelo orgasmo, citada por 13% daqueles que responderam à nossa pesquisa. "Já tive experiências com mulheres obsessivas por atingir o orgasmo de qualquer maneira e foram péssimas. Eu lembro de uma que me deixou com a língua dormente e só dizia 'não pára, não pára'. Fiquei quase meia-hora fazendo sexo oral nela e nada. Uma hora eu desisti, também queria o meu", critica o ator Flávio Ramas.
Fonte

1 comentários:

germany disse...

Boas dicas :D

Postar um comentário